Uncategorized

PIX: Saiba tudo sobre essa nova forma de fazer pagamentos

Por: bianca, setembro 30, 2020

Se você está acompanhando as notícias do mundo financeiro, com certeza já ouviu falar sobre PIX, uma nova modalidade para realizar pagamentos e transações em menos de 10 segundos. 

Se você ainda não está por dentro desse assunto, fique tranquilo que a gente te conta tudinho! Continue a leitura e descubra tudo sobre o PIX. 

O que é PIX? 

No dia 19 de fevereiro de 2020, o Banco Central anunciou o PIX, um novo método de pagamentos e transações digitais que podem ser feitos em até 10 segundos. 

O PIX estará disponível para a população brasileira a partir de novembro de 2020. 

Quais os benefícios do PIX? 

Hoje em dia, realizamos transferências bancárias através de TEDs e DOCs. Por muito tempo, esse modelo atendeu bem às necessidades dos clientes, mas com os novos tempos, surgiu a necessidade de operações com ainda mais agilidade. 

Os DOCs levam pelo menos 24 horas para compensarem nas contas, já os TEDs, possuem horários específicos para disponibilizar os valores imediatamente, o que em caso de emergências acaba não sendo a melhor opção. Além disso, as taxas cobradas costumam ser altas. Algumas instituições financeiras chegam a cobrar mais R$ 20,00 por TED. 

Para atender às novas exigências e necessidades dos consumidores, que hoje desejam maior agilidade e eficiência em suas transações financeiras, surgiu o PIX. 

Uma forma de sistemas de pagamentos instantâneos, que está disponível 24 horas por dia, todos os dias da semana, incluindo feriados. Assim, é possível receber transferências a qualquer momento, de qualquer instituição financeira. 

Como o PIX funciona? 

Antes de falar sobre o PIX, vamos falar como funciona o mercado de pagamento atual: 

DOC (Documento de Ordem de Crédito)

Nessa modalidade de crédito, o dinheiro cai na conta no dia seguinte, mas pode levar mais de um dia útil se a transferência for feita após às 22h. O valor máximo que pode ser transferido por DOC é de R$ 4.999,99.

TED (Transferência Eletrônica Disponível) 

Nessa modalidade, o dinheiro que é enviado a outra instituição é creditado na conta até às 17h do mesmo dia em que a transferência foi realizada. Não existe um valor mínimo de envio, e podem ser transferidos valores maiores que R$ 5 mil. 

Essas transferências funcionam apenas em dias úteis, ou seja, se caso você precise realizar essa ação em fins de semana ou feriados, o dinheiro só vai ficar disponível no próximo dia útil. 

O PIX é uma ótima alternativa para esses meios de pagamentos que já existem. 

Ele funcionará 24 horas por dia, 7 dias por semana, todos os dias do ano e pode ser realizado em segundos. As transações serão realizadas em tempo real. Elas acontecem sem intermediação de terceiros: o dinheiro sai de uma conta e vai diretamente para a outra, em pouquíssimo tempo. 

Os bancos digitais já aderiram a esse modo de fazer transferências mais rápidas e sem taxas, e agora, com o PIX, essa inovação chega aos bancos físicos. 

Essas transações, segundo o Banco Central, podem ser feitas:

  • Entre pessoas;
  • Entre pessoas e estabelecimentos comerciais;
  • Entre estabelecimentos;
  • Para entes governamentais, no caso de impostos e taxas.

Para usar o PIX, o pagador e o recebedor precisam ter uma conta em banco, instituição financeira ou fintech. O PIX será gratuito para pessoas físicas, mas empresas poderão ser cobradas.

Como fazer transações com o PIX? 

As transações do PIX foram regulamentadas pelo Banco Central das seguintes formas: 

  • Informando os dados bancários de quem vai receber o pagamento, como se faz uma TED e DOC hoje: nome completo, CPF, número da instituição, agência e conta;
  • Informando uma chave PIX, que o usuário poderá adicionar a uma conta que já possui. Essa chave pode ser o número de celular, e-mail, CPF ou CNPJ – será necessário informar somente um destes. O indivíduo que escolhe a chave de sua preferência. A chave aleatória pode ser pedida a qualquer momento da transferência; 
  • Através da leitura de QR Codes estáticos ou dinâmicos. 

O que é as Chaves PIX? 

As chaves PIX são ‘apelidos’ que o usuário poderá usar para identificar sua conta, que representam o seu endereço no PIX. 

Pessoas físicas poderão registrar até cinco chaves PIX por conta da qual seja titular; pessoas jurídicas, até 20 chaves. Não existe um limite total de chaves que cada pessoa pode cadastrar.

O que achou dessa nova modalidade de pagamentos desenvolvida pelo Banco Central? 

Se tiver alguma dúvida de como essa solução funciona, entre em contato conosco.